sexta-feira, 21 de julho de 2017

Conversa Franca

Saudações tripulação!

Passei algumas semanas longe... Estava viajando e pude pensar um pouco na minha vida e em meus objetivos. Foi uma experiência muito intensa, pois pude encarar a mim mesma nesse tempo que estava fora. Eu olhei para muitas áreas da minha vida e percebi o quanto meus objetivos haviam mudado, quantos sonhos haviam se desviado e quanto havia me desviado do caminho que havia traçado. Sempre me considerei uma pessoa adaptável, mas percebi que havia me tornado uma desistente.
Nós deixamos pessoas nos dizer para onde devemos ir, ignorando os bons conselhos daqueles que nos amam verdadeiramente, até chegar a um ponto em que que olhamo-nos no espelho e não vemos o nosso reflexo, vemos os sonhos que foram plantados por outros. Se a noção de felicidade é relativa, o que pode nos ensinar os estranhos sobre felicidade? Então quando aquela pessoa que viu seu primeiro sorriso disser pra você que por qualquer direção que você for, o mundo não irá pegar leve, acredite! E quando eles disserem que tentaram destruir você, acredite! Mas não se preocupe, porque geralmente eles também te darão as boas direções e as ferramentas para felicidade, o que não é nada mais que uma perspectiva diferente.


Warm Wishes

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Jardim D'Lírios Negros

Saudações, lírios do meu jardim! 

Para os amantes de Edgar Allan Poe, os fãs de Mary Shelley e admiradores de Vincent Price o post de hoje está recheadíssimo! Estarei resenhando um livro de contos apaixonantes, chocantes e viciantes... "Jardim D'Lírios Negros" de Giselle Jacques.

Jardim D'Lírios Negros 

Giselle Jacques




Título Original: Jardim D'Lírios Negros
Data de publicação: 2016
1º Edição
Páginas: 70
Autor(a): Giselle Jacques
Editora: ESCANDALO 



Sinopse: "Jardim D'Lírios Negros" é uma coletânea de contos escritos ao longo de duas décadas. A autora aborda temas realistas, introspectivos, sobrenaturais e fantásticos dando vida a vinte mulheres distintas, cada qual em seu universo particular de loucura e lirismo, realidade e sonho. Embora cada conto aborde assuntos variados, a temática principal desta coletânea é a morte: sua proximidade, seus feitios, suas possibilidades. Não somente a morte como ato físico,mas como fim e recomeço, aceitação e fuga. Embarque no drama pessoal de cada uma das personagens e passeie pelo caótico Jardim de Lírios Negros. Quatro contos do livro "Jardim D'Lírios Negros" podem ser lidos gratuitamente no Wattpad.

Antes de começarmos, quero agradecer à autora Giselle Jacques pela oportunidade e responsabilidade. Ler este livro foi uma ótima experiência para mim. Visitem o site da autora AQUI!!!http://gisellejacques.com.br/
Nesta obra inédita, Giselle nos apresenta uma série de contos por vezes aterrorizantes, apaixonantes e até mesmo reflexivos. O tema "morte" apesar de ser abordado em muitos dos textos, é carregado de elegância e beleza. Cada personagem é explorada em carne e espírito, a autora acaba por apresentar e despir o corpo e alma de nossas heroínas, abrindo nossas mentes para realidades sombrias em que vivemos. Dentre tantas magníficas obras, irei destacar quatro que me arrancaram o folego e acredito que irão marcar vocês também:
A última valsa: O segundo conto do livro nos apresenta Claudia, uma mulher assombrada por seus próprios sonhos, que se vê cercada de incerteza. Toda noite é visitada em seu leito pela imagem de um belo baile e um homem sombrio que a observa ao longe, sem nunca tocá-la, até que um dia o destino resolve dar-lhes uma chance.
Este foi um dos meus favoritos, pois tem uma sutil romantização da morte, com um toque de elegância e sedução. Vemos em Claudia uma mulher solitária e pensativa, que foge de sua realidade, criando um paraíso para sua mente.
(Este conto pode ser lido pela amostra do livro no Wattpad)
Lágrimas no espelho: O conto sequência de "A última valsa" e na minha opinião, um texto muito chocante. Nos conta a estória de Cecília, uma mulher muito profissional, que acaba por conhecer "Robert". Este homem misterioso e doentio leva Cecília a um estado de loucura e confusão, que a faz questionar seus sentimentos, sua razão e até mesmo sua vida.

O final de "Lágrimas no espelho" é surpreendente! A autora usa de um mistério, plantando uma ideia no leitor, para desconstruí-la e escancarar uma verdade totalmente diferente. A perspectiva do conto muda completamente em apenas duas linhas!
A Torre: Uma mulher passeia dentre suas memórias de sua juventude, sua família amável e sua bela casa. "A torre" de suas lembranças é a única coisa que a mantém viva. 
Eu gostei bastante deste, pois adoro essa temática de "estar entre a morte e a vida", foi um conto muito interessante, pois trata da forma como muitas famílias reagem a morte (ou quase morte) de entes queridos, olhando a situação, muitas vezes, com frieza e indiferença desumanas, em muitos casos com interesse. 
Jardim D'Lírios Negros: Por fim, o tão esperado "Jardim D'Lírios Negros", que deu origem ao título e que na verdade é o último conto do livro e o mais intenso. Verônica é uma bela mulher, que acaba por encantar o dono de um belíssimo jardim de inverno . Os dois mantém uma relação, que aos poucos se torna distante. Verônica era a flor mais rara e bela do jardim daquele homem e mesmo assim, ele não a via como tal e com os tempos a pobre moça foi se tornando mais um artefato, do que carne e sangue. Até que um dia o lírio se fragmentou e deixou apenas memórias. 
Além da sensação de término, que o conto causa, meu coração ficou extremamente despedaçado com esta estória. Verônica e o homem misterioso mantém uma relação fria do começo ao fim, o que vai se intensificando até o fim do conto. 

O livro em geral é muito interessante e recomendo a todos vocês! Ainda não tem versão física, mas está disponível em E-book na livraria cultura. Não se esqueçam de acessar a amostra no Wattpad! 

Espero que tenham gostado, fiquem à vontade para comentar!
 Esperem entrevistas com a autora!



Warm Wishes

terça-feira, 6 de junho de 2017

Pedra preciosa

Havia uma certa aglomeração em frente a escola naquela manhã, havia aquela sensação de novo começo. Todos ansiosos para entrarem no colégio, reverem seus amigos, em contrapartida daqui há alguns dias todos estarem desanimados e com saudades das férias. Haviam alguns poucos rostos novos, nossa cidade era muito pequena para esperarmos um grande número de novatos. Demorou para nos encontrarmos, a multidão era massacrante. Seu cabelo havia crescido mais desde a última vez que nos vemos, seus olhos pareciam mais brilhantes e você estava mais alto. Apesar de conter todos aqueles sentimentos dentro de mim: ansiedade, saudade, alegria, me contentei em apenas dizer "Como foram as férias?", eu queria ter te visitado mais vezes, mas tive algumas consultas e estava tomando remédios que estimulavam meu "sono leve", se é que você me entende.
A picape da sua irmã estava lá fora e em seus dedos ágeis rodava freneticamente uma chave. Já havia entendido tudo! Sabia que Millie algum dia deixaria você encostar na picape e esse era o nosso maior sonho desde a infância. Nossos rostos estavam tão radiantes, nós éramos como pontos luminosos em um céu estrelado, porque apesar de estarmos incondicionalmente felizes não éramos os únicos, todos estávamos brilhantes naquela manhã e foi naquele dia que encontramos uma das pessoas mais importantes de nossas vidas.
O sinal já havia tocado, mas ninguém estava levando a sério as normas no primeiro dia de aula. Alguns funcionários do colégio veio ralhar conosco e mandar todos entrarem para suas salas. Os corredores foram esvaziando e apesar de te puxar para a direção da nossa turma, seus pés iam de encontro com o caminho oposto, sua atenção totalmente tomada por algo à frente. Foi então, a primeira vez que a vimos, Ela usava uma espécie de "bata" indiana ou sei lá e seus cabelos crespos estavam elaboradamente presos em um coque no topo de sua cabeça, enquanto alguns redemoinhos louros teimavam em cair em seus belos olhos. Sua beleza ia muito além de algo medíocre como a aparência física, mas sua alma, o que àqueles olhos abrigavam que nos chamou atenção. Pearl foi a coisa mais linda que eu já havia visto, ela era a personificação de tudo o que é bom. Percebi que ela olhava para nós de forma estranha e foi aí que me dei conta que estávamos encarando-a por alguns segundos a mais que o normal.
"Hm... Vocês podem me ajudar a encontrar minha classe?"- Foram as primeiras palavras que trocamos com ela e apesar de já ter caído em minha consciência, vi que você estava ainda envolto pela garota extraordinária que havíamos "encontrado" no meio do corredor. Seus olhos carregavam um brilho que nunca antes havia visto e naquele momento eu soube que ela seria a coisa mais importante da sua vida. "Claro, você está no último ano? Aah... sim! Você está na nossa sala! Eu me chamo Sam, siga-me!".
Depois da aula, nós a convidamos para almoçar no restaurante perto da escola e aquele foi o primeiro dia de aula de um ano inesquecível. Inesquecível porque nós perdemos muitas coisas, inesquecível porque vivemos coisas incríveis e inesquecível porque desde o começo até o fim de tudo nós juramos ficarmos juntos.

Warm Wishes

domingo, 4 de junho de 2017

Estória = História ?

Saudações, tripulantes!

Estava conversando com alguns colegas algum dia desses e começamos a discutir a respeito da diferença entre "Estória" e "História". Alguns alegaram que a regra era ultrapassada, outros que não deveria ser ignorada de forma alguma. Fui ao meu leito divagando sobre esse questionamento e cheguei a uma conclusão: Não seria uma presunção de nossa parte julgar o que é real ou não? Não é muito arrogante ouvir contos envoltos de fantasia e chamá-los de "meras estórias"? Quem nos deu poder de julgar o que é real ou não?
Não me entendem mal, não estou incentivando meus leitores a cometerem erros lexicais, mas advertindo-os a não cometerem erros de cordialidade. Em um mundo cheio de "lógica" e "monocromia", não podemos esquecer que os homens antes de procurarem a lógica, olharam as estrelas.

Aproveitando a deixa... Irei divulgar o sorteio:

*SORTEIO*
4 livros + surpresas
-Regras:
Curta a página do Facebook:https://www.facebook.com/garotastronauta/
Para participar Marque um amigo nos comentários e esteja presente na live!
Será sorteado ao vivo pela página do Facebook​ no dia 15/06 às 18:30h
Boa Sorte!!!


Deixe nos comentários sua opinião! Até a próxima! 


Warm Wishes

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Aos Olhos de Zoe

Saudações, tripulantes! 

Já havíamos conversado sobre esse maravilhoso livro, que tive a oportunidade de conhecer! Alguns blogs e ig's literários estão promovendo um booktour de "Aos Olhos de Zoe", está sendo organizado pelo Blog Biblioteca Lecture e a autora Camila Pelegrini.

Aos    olhos    de     ZOE

Camila Pelegrini





Título Original: Aos olhos de Zoe 
Data de publicação: 2016
1º Edição
Páginas: 380
Autor(a): Camila Pelegrini
Editora: Coerência 

Sinopse: O que você acha que seu cachorro diria sobre a sua vida? Como ele contaria sua história?
Bem, a sua eu não sei, mas a de Melissa, Zoe revelou perfeitamente.
Após ser resgatada da rua, a cachorrinha mais sábia de todos os tempos acompanha a trajetória de sua nova família, relatando a história do fim de um amor e do começo de outro, apontando suas dúvidas sobre os erros humanos e fazendo das menores coisas do dia a dia a sua felicidade infinita.
É mais do que um romance. É um ensaio sobre a amizade, a fidelidade e o amor em sua forma mais pura. É Zoe salvando aqueles que um dia a resgataram.
Seja bem vindo à história de uma vida retratada “Aos olhos de Zoe”.

Primeiramente gostaria de agradecer a oportunidade de participar do BookTour e poder ter esse contato tão especial com Zoe. 
Como já diz o próprio título, "Aos Olhos de Zoe" conta a história de Zoe, uma cadelinha muito amorosa e pensativa, que é resgatada por Melissa, que trabalha como artista e vive com seu marido Lucca. Juntas elas irão passar por altos e baixos, descobrindo que a vida é muito mais bela quando temos alguém com quem dividir nossos momentos. No livro, Zoe conta a seus filhotes histórias e aventuras que viveu com Melissa. 
Com uma leitura leve e fluida, Camila nos transmite todo o amor que pode ser encontrado no "melhor amigo do homem", ensinando que apesar das coisas parecerem difíceis sempre teremos um arco-íris em nossas vidas e como um simples animal , pode conter tanta complexidade e sentimentos. 
Em meio a estória, alguns conflitos ocorrem (obviamente), o que fazem Zoe refletir como as pessoas são más e conflituosas. Achei muito interessante quando a cachorrinha descreve que não poderia ter rancor de alguém. O mais belo do livro é a pureza que Zoe nos passa. Ela nos faz pensar se realmente temos aproveitado os pequenos momentos, ao em vez de estar em uma corrida louca por falso sucesso. 

Eu tive um carinho muito especial para com esse livro, já que ele não é o primeiro que eu leio que carrega essa temática. Um dos primeiros que eu li foi "Vira-Lata, sim senhor!", que conta a estória de Pitoco, um cãozinho de rua que nos conta sua triste, porém esperançosa vida. Foi muito especial para mim entrar em contato com um tema que vi em uma das minhas primeiras leituras. 

Mas, voltando ao que interessa... "Aos olhos de Zoe" me impactou e trouxe muitos momentos para repensar nossas opiniões "humanas". 

Princesa e a minha tentativa de desenhar  
O vencedor do sorteio de três marcadores do "Biblioteca Lecture" e um marcador autografado pela autora "Camila Pelegrini" é o Caio Esthevão!
Castiel
Espero que tenham gostado, até a próxima!!! 


 Warm Wishes

domingo, 21 de maio de 2017

TAG- 13 Reasons Why

Hey... It´s Hanna... Hanna Baker

Todos fomos abaladíssimos por essa série maravilhosa que chegou a poucos dias na Netflix. Não pude deixar de comentar sobre "13 reasons why", então resolvi responder essa fantástica TAG para vocês!
Ouça!

1- Como conheceu a série?
Na verdade, já faz alguns anos que eu estava interessada no livro que originou a série. Infelizmente não sabia sobre o peso dessa estória e não tive a oportunidade de lê-lo antes de assistir "13 reasons why". Fiquei sabendo sobre a série alguns dias antes de estrear pelas divulgações da Netflix.
2- Qual a sua avaliação sobre a série?
Fazia um longo tempo que algo não me impactava dessa forma. Foi uma experiência única e recomendo a todos assistirem.
3- Melhor personagem?
Algo que me marcou em "13 reasons why" foi a forma como abordou o tema proposto, escancarando a verdade de que "ninguém é perfeito". Não houveram pessoas boas ou más... Houveram pessoas e suas más e boas escolhas. Meu personagem favorito foi o Tony. Ele sabia de todo o processo, ele entendia a Hanna, ele entendeu o Clay e eu acredito que ele foi quem ouviu o grito de socorro da Hanna, no final das
contas... Mesmo que tenha sido tarde, ele a ajudou.
4- Pior personagem?
Como eu disse, os personagens foram muito bem trabalhados. Um personagem que carecia de uma atenção maior foi o Tyler... Ficaram algumas pontas soltas em sua estória, como aquele final com o Alex que ninguém entendeu muito bem, apesar disso não acho que deveríamos ter uma segunda temporada.
5- O que acha a respeito das polêmicas que a série está gerando?
Eu percebi muitos educadores, aspirantes e psicólogos criticando a série e apontando-a como nociva, mas eu gostaria de dizer que eu acredito que "13 reasons why" não foi feito especialmente para depressivos ou pessoas que estão passando por situações similares ás de Hanna, na verdade essas fitas foram gravadas para quem está ao redor dessas pessoas.
6- Você já foi um dos porquês?
Como é dito na série, todos já fizemos algo que machucou alguém. Portanto todos somos um "porquê" em algum momento de nossas vidas (Não tente negar isso).
7- Aprendeu algo com a série? 
Acho que nem preciso dizer que aprendi muito com "13 reasons why". Na época que a série estreou estava lendo "O Extraordinário" e posso afirmar que juntando a experiência que tive com essas duas obras fantásticas pude ter um olhar diferente, não só sobre as pessoas à minha volta, como a mim mesma.
8- Qual momento mais impactante ?
Não há como apontar um momento que mais me impactou... Foram tantos! Mas irei citar duas cenas que me fizeram parar o episódio por estar afogad
a em lágrimas. A cena que Hanna é estuprada foi terrível e angustiante... Não há como não sentir a dor da protagonista. Ouvi muitas pessoas falando da cena do suicídio definitivo... Foi realmente agoniante e triste.
9- O que teria nas suas fitas?
É uma pergunta interessante, porque nós achamos que podemos nos colocar no lugar da protagonista e de pessoas que passam por situações parecidas. Acho que não posso me colocar no lugar de Hanna, mas ousando por um minuto... Ela colocou muitos fatores externos em suas fitas, acho que nas minhas estariam mais os fatores internos.
10- Algo que mudaria?
Nem preciso mencionar essa segunda temporada que está para sair, certo?
Mas acho que não, eu não mudaria a morte de Hanna, já que foi isso que deu peso à estória.
11- "13 reasons why" já ajudou alguém próximo a você?
Ainda não ouvi nenhum relato direto, mas li notícias sobre pessoas que foram ajudadas e de todos os incidentes que a série evitou.
12- Você já foi uma Hanna Backer? 
Como já respondi na pergunta 6, todos somos agressores e vítimas algum dia. Apesar disse devemos focar nas coisas boas na vida e não escolher o que Hanna escolheu, devemos erguer a cabeça e seguir adiante com nossas vidas.
13-Uma frase...
“Sonhe grande, eles dizem. Mire alto. Depois eles nos trancam por 12 anos e nos dizem onde sentar, quando fazer xixi e o que pensar. Então fazemos 18 anos e, mesmo que nunca tenhamos pensado sozinhos, temos que tomar a decisão mais importante das nossas vidas”

Espero que tenham gostado. Deixem suas impressões sobre a série nos comentários! Até a próxima!

Warm Wishes

sábado, 13 de maio de 2017

Feliz dia das mães!

Saudações de Júniper*! 

Antes de mais nada, gostaria de desejar um imenso feliz dia das mães a todas as avós, mães, tias e todos aqueles que entendem o significado do que é ser mãe, amar incondicionalmente e doar-se inteiramente ao próximo.



(Ouça)
MÃE
E ele se perguntou: "De onde vim?"
Essa tua pele negra 
Seu sorriso nos alegra
E tua beleza cor de marfim 

Teus braços abraçam o mundo 
E seus olhos sorriem ao me ver 
Apesar de tudo 
Teu amor ainda me faz crer

E quando eu cheguei aqui
Você me deu a mão e me ensinou
Te devo tudo o que já vi 

E esse amor maior que o sol 
Será que passa?
Te sigo como um girassol 










Quero agradecer a minha mãe, por me amar todos os dias de sua existência. "Mãe" é a esperança de um mundo conflituoso. Que Deus abençoe a sua vida e que nunca deixem se perder o que a humanidade tem de mais precioso... O amor!


Warm Wishes